Função do nervo óptico, doença, tratamento

A visão é uma das funções mais importantes da vida humana, devido à qual mais de 70% de todas as informações são percebidas. Uma das estruturas significativas no analisador visual é o nervo óptico, ao longo das fibras, dos fotorreceptores da retina aos campos visuais dos hemisférios cerebrais, um impulso nervoso chega com as informações vistas.

Muitas pessoas não sabem que é possível restaurar a visão com as cápsulas CleanVision. Este é um complexo que contém componentes exclusivos projetados para o tratamento e prevenção de doenças oculares. Segundo o fabricante deste medicamento, agora não há produtos similares com essas propriedades terapêuticas!Cápsulas para restauração da visão - Cleanvision

Descrição detalhada da droga Cleanvision pode ser lido neste artigo. Site oficial do fabricante da cápsula Cleanvision localizado neste endereço: https://cleanvisionnd.com/

Não deixe de dizer a melhor droga para as pessoas que têm problemas de visão!

Estrutura e função

O nervo óptico e o caminho óptico através do qual a transmissão de um impulso nervoso ocorre têm uma estrutura bastante complexa. Mas o conhecimento das características dessa estrutura anatômica nos permite entender a razão do desenvolvimento de muitas doenças e as características de seu tratamento.

O nervo em si é bastante curto – de 4 a 6 cm. A maior parte está localizada atrás do globo ocular, no tecido adiposo da órbita, que o protege de danos externos. Começa no pólo posterior do globo ocular com um acúmulo achatado de processos nervosos, chamado disco do nervo óptico (disco do nervo óptico). Além disso, o nervo deixa o globo ocular na órbita, onde as meninges o envolvem: macio, aranha, duro. Saindo da órbita, o nervo óptico entra na fossa craniana anterior, onde é cercado apenas pela pia-máter e cisternas cerebrais.

Sob o quiasma está a glândula pituitária – o "líder" de todo o sistema endócrino humano. Essa proximidade dessas formações anatômicas é muito claramente visível nos tumores da hipófise e se manifesta na forma de síndrome opto-quiasmal.

O suprimento sanguíneo para o nervo óptico ocorre predominantemente a partir dos ramos da artéria carótida interna. O disco do nervo óptico tem um suprimento sanguíneo muito fraco das artérias ciliares curtas. As partes orbital e craniana são melhor supridas com sangue.

Vídeo:

As principais funções do nervo óptico do olho:

  • transmissão de um impulso nervoso dos receptores da retina para as estruturas subcorticais do cérebro e depois para o córtex cerebral;
  • feedback – transmissão de sinal do córtex cerebral para os globos oculares;
  • reflexo – uma resposta rápida a estímulos externos, como barulho alto, explosão, luz intensa, veículos que se aproximam etc.
Cleanvision  Tratamento conservador de catarata do olho; melhores métodos, profissionais experientes, preços acessíveis

Doença do nervo óptico

Todas as doenças são acompanhadas por sintomas específicos. Os principais sinais de danos são os seguintes:

  • deficiência visual – a gravidade depende do grau e área da lesão, pode variar de 0,9 a cegueira completa "0" (zero);
  • metamorfopsias – brilho, círculos de arco-íris, mudança de cor, distorção de tamanhos e formas de objetos visíveis;
  • uma diminuição nos campos visuais também é característica da derrota de qualquer parte da via visual, do disco do nervo óptico às estruturas corticais (irradiação visual e campo 17).

Todas as doenças do nervo óptico podem ser divididas condicionalmente em 6 grupos, dependendo da causa que os causou:

  1. Gênese Vascular: Opticopatia isquêmica anterior e posterior. Esta doença é causada por uma diminuição ou ausência total de fluxo sanguíneo em um dos vasos que suprem o nervo óptico. Essa patologia é semelhante em sua etiologia, tratamento e prognóstico ao derrame. Na maioria das vezes, a doença prossegue unilateralmente, mas houve casos de cegueira instantânea bilateral. A doença é causada por alterações ateroscleróticas na artéria carótida ou coágulos sanguíneos flutuando ao redor dos vasos que causam embolia.
  2. Traumático: uma causa bastante comum de dano ao nervo óptico. Ocorre com lesões da parte facial do crânio, que são acompanhadas por fraturas dos ossos da órbita, seios esfenóides, além de uma fratura da base do crânio. Como resultado de uma fratura dos ossos da órbita, ocorre a interseção completa do nervo óptico, que é mais freqüentemente observada no local da saída do nervo óptico da órbita para o crânio ou sua atrofia parcial, como resultado da compressão pelo hematoma e fragmentos ósseos.
  3. Doenças infecciosas e inflamatórias do nervo óptico. Tais doenças incluem neurite óptica bulbar e retrobulbar. As principais causas dessas doenças são o transporte de uma infecção viral – toxoplasma, herpes, citomegalovírus, clamídia, bem como durante a fase aguda da gripe, sarampo, varicela e rubéola. Com essas doenças infecciosas, uma diminuição acentuada e indolor da visão começa, às vezes até sua completa ausência. Na maioria das vezes, essas doenças afetam crianças e jovens.
  • Doenças não inflamatórias do nervo óptico – incluem inchaço do disco óptico, doença congestiva do disco óptico e atrofia. A causa dessas doenças são muitos fatores, por isso são muito comuns na prática oftalmológica.
  • As doenças oncológicas são um fenômeno bastante raro, observado principalmente em crianças na forma de glioma óptico, que é um tumor benigno. Nos adultos, os tipos mais comuns de tumores são astrocitoma e metástases de sarcoma das glândulas ou ossos mamários.
  • Anomalias congênitas do nervo óptico são doenças muito raras associadas a defeitos do tubo neural durante o desenvolvimento fetal. A razão para isso são doenças, maus hábitos e também o parto tardio.
  • Cleanvision  Como restaurar a visão após a correção a laser

    Diagnóstico e tratamento

    O tratamento e o diagnóstico realizados dependem diretamente da causa da doença, idade do paciente, histórico médico e sintomas associados.

    • No caso de lesões acompanhadas de uma fratura dos ossos do crânio e de hematoma intracraniano, na maioria das vezes o paciente está em estado grave em terapia intensiva, e é difícil aplicar todos os métodos de exame disponíveis e é difícil encontrar queixas. Para estabelecer um diagnóstico e detectar áreas de dano, nesses casos, é usada uma ressonância magnética das órbitas oculares e nervos ópticos e, se isso não for possível, a radiografia do crânio é realizada em duas projeções.

    A execução desses métodos de diagnóstico pode determinar com muita precisão a localização da lesão. De particular importância no diagnóstico de lesões traumáticas é a saída do nervo óptico da órbita para a fossa craniana anterior. Se houver um deslocamento de fragmentos ósseos e hematoma neste local, é necessária uma necessidade urgente de craniotomia com o uso de diurese forçada para reduzir o inchaço e a compressão do nervo óptico. Somente o tratamento cirúrgico oportuno permite não apenas preservar a visão, mas também a vida do paciente.

    • A opticopatia isquêmica é principalmente uma doença do idoso. Além de queixas de comprometimento visual rápido e indolor, são muito comuns tonturas, dores de cabeça, fraqueza geral e dor no coração. Isso indica uma lesão sistêmica de artérias e veias no corpo.

    O diagnóstico desta doença geralmente não apresenta dificuldades: o disco óptico fica pálido, os vasos são anêmicos, a retina é rosa pálido. Se possível, é realizada angiografia de fluorescência da retina, que pode mostrar com precisão lesões e determinar um prognóstico adicional para a restauração do nervo óptico.

    • As doenças não inflamatórias do nervo óptico afetam principalmente sua parte ocular e nervos ópticos. Frequentemente, um disco óptico congestivo é detectado por acaso ou com pequenas queixas de turvação nos olhos ou dores de cabeça.
    Cleanvision  Trombose da veia central da retina e seus ramos

    Após um exame mais aprofundado, os neurologistas passam por uma ressonância magnética e podem ser detectados esclerose múltipla, vários tumores do cérebro e da hipófise, aterosclerose das artérias carótidas e do círculo de Veliziev. O tratamento visa eliminar o inchaço do disco óptico e as causas que o causaram.

    • Das doenças oculares, o glaucoma é uma causa comum de atrofia óptica. Com isso, a pressão intra-ocular aumenta, como resultado da escavação do disco, seguida de atrofia. Você pode evitar isso se visitar um oftalmologista em tempo hábil e aplicar medicamentos anti-hipertensivos na forma de colírios.

    • A inflamação do nervo óptico é uma causa muito comum de comprometimento visual rápido em uma idade jovem. Danos infecciosos no nervo óptico ocorrem principalmente em sua parte orbital. Se um oftalmologista identificou neurite retrobulbar, os sintomas e o tratamento são bastante semelhantes à forma não inflamatória.

    O diagnóstico consiste em verificar a acuidade visual, medir os campos visuais e examinar o fundo. O sangue é retirado da veia para uma análise especial, que pode determinar os títulos dos anticorpos de muitos patógenos da inflamação nervosa. O tratamento consiste em eliminar o foco da infecção, pelo qual eles recorrem ao uso de antibióticos, medicamentos antivirais, além de plasmaférese e radiação ultravioleta ultravioleta. Todos esses procedimentos são realizados em um hospital oftalmológico especializado.

    • Glioma do nervo óptico é manifestado por deficiência visual. Infelizmente, como se trata de uma doença infantil, os oftalmologistas geralmente diagnosticam ambliopia, estrabismo e hipermetropia.

    Com o glioma, a visão regride lentamente à medida que o tumor cresce. Quando o tumor atinge um tamanho grande, a visão do lado da lesão desaparece completamente e não é mais possível restaurá-lo. Com a progressão, o tumor através do quiasma pode se espalhar para o segundo nervo óptico, privando completamente o filho da visão. O tratamento consiste na remoção da neoplasia, que pode ser alcançada usando quimioterapia, radioterapia ou cirurgia. O prognóstico é geralmente duvidoso, devido à detecção tardia e ao efeito destrutivo do tumor no nervo óptico. Mesmo no contexto do tratamento, muitas vezes é impossível salvar a visão do lado afetado e a recaída também é possível.

    Cleanvision Portugal