Distrofia endotelial da córnea

A distrofia da córnea é geralmente chamada de estado de degeneração ou degeneração da córnea associada à desnutrição ou trofismo. Condições semelhantes são divididas em primária e secundária.

As distrofias primárias são congênitas, causadas hereditariamente por alterações degenerativas da córnea, geralmente de natureza bilateral.

Distrofias secundárias – adquiridas, resultantes de intervenções cirúrgicas, processos locais de inflamação a longo prazo, lesões oculares. Nesse caso, geralmente um olho é afetado. É verdade que o gatilho para a progressão da distrofia primária é frequentemente, também operações ou lesões do órgão da visão.

Muitas pessoas não sabem que é possível restaurar a visão com as cápsulas CleanVision. Este é um complexo que contém componentes exclusivos projetados para o tratamento e prevenção de doenças oculares. Segundo o fabricante deste medicamento, agora não há produtos similares com essas propriedades terapêuticas!Cápsulas para restauração da visão - Cleanvision

Descrição detalhada da droga Cleanvision pode ser lido neste artigo. Site oficial do fabricante da cápsula Cleanvision localizado neste endereço: https://cleanvisionnd.com/

Não deixe de dizer a melhor droga para as pessoas que têm problemas de visão!

Distrofia Endotelial de Fuchs

A distrofia endotelial é referida como distrofia primária da córnea. Pela primeira vez, ela conseguiu descrever no início do século XX o austríaco Ernst Fuchs, cujo nome ela começou a usar. Esta é uma doença hereditária, um pouco mais frequentemente detectada em mulheres. É habitual distinguir duas modificações geneticamente determinadas da distrofia fuchsiana: precoce (primeiro tipo), que ocorre quase imediatamente após o nascimento e é muito raro, e tardia (segundo tipo), que se desenvolve aos 20-45 anos de idade.

Cleanvision  Lista de doenças oculares, seus sintomas e tratamento

Com a distrofia de Fuchs, a doença afeta a camada endotelial interna da córnea, cujas células não podem se dividir. Intervenções cirúrgicas, inflamação ou trauma, danificam o endotélio, o que leva à morte de parte de suas células. A área restante começa a preencher as células restantes, como se estivesse se espalhando pela superfície interna da córnea.

O endotélio da córnea é dotado da função de uma bomba, garantindo o bombeamento do excesso de líquido pela espessura da córnea, mantendo assim sua transparência. Com o desenvolvimento da distrofia de Fuchs, ocorre a morte gradual das células endoteliais. Até certo ponto, esse estado é compensado pelo aumento do trabalho das células restantes. Mas, no final, um estado de descompensação se instala. O endotélio é afinado, a função celular é enfraquecida. Através dos defeitos endoteliais, o líquido intra-ocular da câmara anterior passa para o estroma da córnea, causando edema com subsequente destruição. A córnea fica nublada. Além disso, se desenvolvem edema e a camada epitelial externa da córnea, pode ocorrer ceratopatia bolhosa, com a formação de bolhas ("touro") na superfície da córnea. A ruptura dessas bolhas causa desconforto severo, muitas vezes dor.

A perda de células endoteliais é exacerbada ou acelerada após lesões ou intervenções cirúrgicas.

Assim, em pacientes com distrofia de Fuchs, o risco de edema da córnea após cirurgia ocular é especialmente acentuado, pois sua função celular endotelial é enfraquecida inicialmente.

Sintomas da distrofia de Fuchs

A gravidade clínica dos sintomas da distrofia endotelial da córnea é bastante diversa: de um curso assintomático a um grau severo de ceratopatia bolhosa.

Os estágios iniciais da doença são caracterizados pelo aumento da sensibilidade à luz e à deficiência visual pela manhã, com sua recuperação gradual à noite. Isso pode ser explicado pelo fato de que, em um sonho, a umidade não evapora da superfície da córnea e o líquido se acumula na córnea. Durante a vigília, devido à evaporação do líquido da córnea, o edema diminui e a visão melhora. A progressão da doença torna a visão cada vez mais baixa. O envolvimento no processo do epitélio com a formação de touros provoca o aparecimento de uma sensação de corpo estranho, dor, fotofobia grave.

Cleanvision  Custo de substituição de lentes e análises

diagnósticos

O diagnóstico da distrofia endotelial da córnea requer biomicroscopia – exame da córnea sob uma lâmpada de fenda. Durante o exame, algumas vezes são encontradas ausência parcial de endotélio, alterações bolhosas no epitélio e edema da córnea.

Ao mesmo tempo, é utilizada a paquimetria, necessária para determinar a espessura da córnea e a gravidade do seu edema.

A confirmação do diagnóstico e a avaliação da gravidade do processo ocorrem após o recebimento de dados da microscopia confocal da córnea, o que permite obter uma imagem clara do endotélio, determinar a densidade de células por unidade de área, calcular seu tamanho médio.

tratamento

O tratamento sintomático da distrofia endotelial baseia-se no uso de instilações de soluções salinas hipertônicas que podem atrair água. Dessa maneira, o excesso de líquido é removido da córnea e a visão é temporariamente aprimorada. No caso de ceratopatia bolhosa para reduzir a gravidade da dor, lentes de contato gelatinosas podem ser usadas para fins terapêuticos.

Um tratamento cardinal para a doença é um transplante de córnea. Não faz muito tempo, era costume transplantar toda a córnea realizando através de ceratoplastia. Posteriormente, foi desenvolvida uma tecnologia de ceratoplastia em camadas, que envolve o transplante de apenas determinadas camadas da córnea. Com a distrofia de Fuchs nos últimos anos, o chamado método DSEK também tem sido cada vez mais utilizado – transplante apenas da membrana descemetal e da camada endotelial da córnea.

A Moscow Eye Clinic oferece diagnóstico abrangente e tratamento eficaz de várias doenças oculares. O uso dos equipamentos mais modernos e o alto nível profissional de especialistas que trabalham na clínica excluem a possibilidade de um erro de diagnóstico.

Com base nos resultados do exame, cada visitante receberá recomendações sobre a escolha dos métodos mais eficazes de tratamento para as patologias oculares reveladas. Ao recorrer à Clínica oftalmológica de Moscou, você pode ter um diagnóstico rápido e preciso e um tratamento eficaz.

Cleanvision  Causas de paresia dos músculos oculares em crianças

O mais alto nível de treinamento teórico e a vasta experiência prática de nossos especialistas garantem a obtenção dos melhores resultados de tratamento.

Todas as perguntas de seu interesse podem ser feitas aos especialistas ligando para 8 (800) 777-38-81 e 8 (499) 322-36-36 ou online, usando o formulário apropriado no site.

Cleanvision Portugal