Causas da abiotrofia da retina, variedades e tratamento

A abiotrofia retiniana é um grupo de patologias hereditárias caracterizadas por deficiência visual gradual. Um sinal característico da abiotrofia é o estreitamento dos campos visuais e a deficiência visual na periferia. Para entender a etiologia da doença, você precisa considerar as causas.

Muitas pessoas não sabem que é possível restaurar a visão com as cápsulas CleanVision. Este é um complexo que contém componentes exclusivos projetados para o tratamento e prevenção de doenças oculares. Segundo o fabricante deste medicamento, agora não há produtos similares com essas propriedades terapêuticas!Cápsulas para restauração da visão - Cleanvision

Descrição detalhada da droga Cleanvision pode ser lido neste artigo. Site oficial do fabricante da cápsula Cleanvision localizado neste endereço: https://cleanvisionnd.com/

Não deixe de dizer a melhor droga para as pessoas que têm problemas de visão!

Mudança genética como causa

No caso de danos a genes individuais que controlam o trabalho e a nutrição da retina, é notada uma destruição gradual de sua camada externa. É nessa zona do olho que os fotorreceptores estão localizados. O estágio inicial de tal dano se torna a periferia do órgão e, com o tempo, o processo destrutivo vai para o centro. Pode durar muitos anos, portanto a doença afeta principalmente os paus da retina. Em casos mais raros, os cones que controlam a acuidade visual e a percepção normal das cores são destruídos.

A retinite pigmentosa é uma doença causada geneticamente que ocorre devido a um defeito nos genes individuais. Tais genes codificam proteínas específicas que estão ativamente envolvidas no funcionamento normal da retina. Devido a defeitos genéticos, há uma violação da síntese protéica, que afeta negativamente o estado da retina. A transmissão de defeitos genéticos de pais para filhos é herdada.

Com a patologia, o descarte de palitos danificados é interrompido. Eles permanecem em seu lugar habitual, produzem várias substâncias nocivas e impedem a formação de novos fotorreceptores. Em uma pessoa saudável, as hastes controlam a visão noturna e a visão periférica; portanto, quando são destruídas, o campo visual se torna mais estreito e a hemeralopia progride.

Em uma situação em que a zona macular está envolvida nesse processo patológico, a visão de um adulto cai rapidamente e o daltonismo de natureza adquirida aparece.

A prática médica mostra que na maioria das vezes a abiotrofia afeta os dois olhos simultaneamente na mesma extensão. Os sinais iniciais da doença podem ocorrer na infância, mas geralmente ocorrem em adultos. Às vezes, é possível a degeneração das células retinianas destruídas em uma neoplasia oncológica.

Cleanvision  Síndrome da visão computacional, o que é e como combater (3)

Classificação de patologia

Dado o tipo de transmissão e o tempo de início dos primeiros sintomas, vários tipos de doenças são distinguidos:

  1. Forma autossômica recessiva precoce. Tal doença progride em uma situação em que genes anormais de cada um dos pais são transmitidos à criança. Os adultos podem ser portadores de abiotrofia, mas o curso da doença pode não ser observado neles. Esta forma da doença se manifesta em crianças ou adolescentes é caracterizada pelo rápido desenvolvimento com o aparecimento de várias complicações. Pacientes com abiotrofia autossômica recessiva precoce são diagnosticados com catarata e degeneração macular.
  2. Forma autossômica recessiva tardia. Esse tipo de patologia começa a se desenvolver em pacientes após 30 anos. Há uma diminuição significativa na função da retina, mas, ao mesmo tempo, a doença progride muito lentamente.
  3. Forma autossômica dominante. A abiotrofia pode ser transmitida a uma criança por um dos adultos. A doença progride muito lentamente. Pode ser complicado pelo desenvolvimento de catarata e degeneração macular. Ao mesmo tempo, com essa violação, em comparação com o tipo autossômico recessivo, as complicações aparecem com muito menos frequência
  4. Entrelaçada com o chão. O gene anormal está no cromossomo X e é transmitido à criança pela mulher. Essa forma de abiotrofia se desenvolve rapidamente e é caracterizada por um curso severo.

Dada a localização do processo destrutivo no órgão da visão, os especialistas determinam a distrofia generalizada, periférica e central.

Com a forma periférica de patologia, os distúrbios são notados principalmente nas bordas do olho. No entanto, com certas formas de patologia, eles são capazes de progredir e afetar as áreas centrais e até a mancha amarela. Com esse tipo de doença, a visão periférica é particularmente afetada. Existem problemas com a adaptação do órgão da visão ao escuro, e a hemeralopia é diagnosticada.

Para a abiotrofia central, são observados danos no corpo lúteo e nas zonas centrais do órgão de visão. O paciente com essa violação tem problemas com a percepção normal da cor e a visão é significativamente reduzida.

Com a abiotrofia generalizada, toda a retina é destruída e é exatamente esse tipo de distúrbio que causa cegueira noturna. Além disso, a abiotrofia generalizada é frequentemente acompanhada pelo desenvolvimento de outras patologias hereditárias.

Sintomas

Para a abiotrofia periférica, nota-se uma diminuição acentuada da visão e adaptação à escuridão. Com uma doença central, a acuidade visual é bastante reduzida e surgem problemas com a percepção da cor. Com a abiotrofia tapetoretinal, nota-se o aparecimento de uma variedade de defeitos oculares.

Cleanvision  Operação de estrabismo em adultos

A patologia pode ser acompanhada pelo aparecimento dos seguintes sintomas:

  1. Diminuição da acuidade visual. Nos seres humanos, a clareza dos objetos localizados a distâncias próximas e longas é bastante prejudicada.
  2. Deficiência visual. Uma pessoa tem dificuldade em visualizar objetos durante o dia, no entanto, ao entardecer, esse problema não surge.
  3. Defeitos à vista. O paciente reclama da aparência de manchas brancas, pretas ou coloridas na frente dos olhos.
  4. Visão do túnel Em uma pessoa, os campos visuais são estreitos e começa a parecer que ele está olhando objetos ao redor através de um cano.
  5. Hemeralopia ou nictalopia. Dificuldades significativas surgem ao visualizar imagens com pouca luz ou no escuro.

Com a abiotrofia, a visão periférica é significativamente prejudicada. Fadiga ocular rápida e desorientação no espaço circundante são observadas. Na maioria das vezes, esses sintomas começam a se desenvolver após 20 a 30 anos, mas também pode ocorrer em crianças.

Nos primeiros sintomas da patologia, é necessário consultar um oftalmologista.

Métodos Diagnósticos

Pacientes com abiotrofia devem procurar aconselhamento de geneticistas e oftalmologistas. Um papel especial é desempenhado pelo estudo da história hereditária e pela pesquisa sobre a presença de mutações nos genes devido a um ou outro tipo de patologia da retina.

O diagnóstico da doença não apresenta sérias dificuldades para um especialista:

  • Um exame visual do paciente concentra-se na acuidade visual.
  • Além disso, o fundo é examinado, onde são diagnosticadas alterações de natureza diferente. A manifestação de uma doença no estudo do olho é considerada um corpo ósseo, que é uma área de células receptoras destruídas distroficamente. Além disso, a doença pode ser suspeitada por artérias estreitadas e branqueamento do disco nervoso do olho.
  • Para esclarecer o diagnóstico, um especialista realiza um estudo eletrofisiológico com o objetivo de avaliar a funcionalidade da camada da retina. O exame é realizado usando vários métodos de diagnóstico, cujos resultados avaliam a adaptação escura e a capacidade do paciente de estar em uma sala com pouca iluminação.

Se houver suspeita de patologia hereditária, é realizado um exame dos parentes diretos do paciente. Isso permite diagnosticar a abiotrofia nos estágios iniciais de seu desenvolvimento.

tratamento

Hoje, não existem métodos especiais de tratamento de uma doença como a abiotrofia. Graças aos medicamentos, só é possível retardar o processo de progressão da patologia, mas não se livrar completamente dele. A prática médica mostra que a terapia frequentemente conservadora não traz resultados positivos.

Cleanvision  Uma lista completa de doenças oculares em crianças - em que você deve prestar atenção especial

A ingestão de vitaminas de vários grupos é selecionada para pacientes com essa doença e o uso de vasoconstritores é indicado. Com a ajuda deles, é possível melhorar o suprimento de sangue para a retina e, assim, desacelerar os processos distróficos no órgão da visão. É possível retardar a progressão da doença devido à terapia de tecidos.

Com a abiotrofia, é indicado o uso de drogas cuja ação visa melhorar o suprimento sanguíneo e a nutrição da camada retiniana. É possível obter um resultado positivo no tratamento da abiotrofia usando:

Além disso, biorreguladores de peptídeos podem ser prescritos. Ajuda a melhorar a nutrição e a restaurar os recursos da retina.

Todos os medicamentos são prescritos por um especialista após um exame obrigatório do paciente e confirmação do diagnóstico. Recentemente, houve informações sobre o uso bem-sucedido de implantes biônicos da retina, graças aos quais foi possível restaurar parcialmente a visão de pessoas que a perderam após a abiotrofia. Há desenvolvimentos em andamento no campo de aplicações de células-tronco e terapia gênica, com o objetivo de encontrar uma técnica que possa curar patologias.

Possíveis complicações

A complicação mais grave e perigosa que a abiotrofia pode causar é a cegueira absoluta. Em indivíduos com essa doença, o glaucoma e a catarata progridem.

Previsão

A principal razão para a progressão da abiotrofia é considerada muitas mutações. Além disso, vários processos distróficos ocorrem na retina, portanto o prognóstico da doença é sempre incerto. Em algumas formas da doença, apenas o desenvolvimento de hemeralopia e o aparecimento de problemas de visão são possíveis. Ao mesmo tempo, a progressão de outros tipos de atrofia retiniana frequentemente termina em cegueira. É possível retardar o desenvolvimento dessa patologia tomando preparações de vitamina A. Você pode obter um resultado semelhante com a ajuda de óculos de sol.

Prevenção

A abiotrofia retiniana refere-se a patologias genéticas, por isso é problemático impedir seu desenvolvimento. Hoje, vários estudos científicos estão sendo conduzidos sobre doenças genéticas e sua terapia. Os cientistas estão se esforçando para encontrar técnicas para restaurar genes danificados que causam o desenvolvimento da doença.

A abiotrofia retiniana é considerada uma doença hereditária, que é acompanhada por uma diminuição gradual da visão e, às vezes, sua perda completa. Hoje, não existem métodos especiais para eliminar a patologia. Ao mesmo tempo, o uso de certos medicamentos pode inibir a progressão da abiotrofia e preservar a visão. Tomar medicamentos especiais pode melhorar o fluxo sanguíneo nos olhos e a ingestão de nutrientes neles.

Cleanvision Portugal