5 razões pelas quais a catarata congênita ocorre em adultos

O que é esta doença, seus principais focos de lesão, tipos e tratamento – tudo isso será discutido em mais detalhes neste artigo. Cada um de nós ouviu falar de uma doença como a catarata, mas muitas pessoas não sabem que na maioria dos casos esse defeito se desenvolve no útero. A catarata congênita é uma doença na qual é observada opacificação parcial ou completa da lente do olho.

Como regra, essa patologia começa a se desenvolver no útero. A doença pode ter um grau diferente de gravidade: de um pequeno ponto esbranquiçado a uma lente completamente afetada e ser acompanhada por uma diminuição da visão e uma perda completa dela.

Muitas pessoas não sabem que é possível restaurar a visão com as cápsulas CleanVision. Este é um complexo que contém componentes exclusivos projetados para o tratamento e prevenção de doenças oculares. Segundo o fabricante deste medicamento, agora não há produtos similares com essas propriedades terapêuticas!Cápsulas para restauração da visão - Cleanvision

Descrição detalhada da droga Cleanvision pode ser lido neste artigo. Site oficial do fabricante da cápsula Cleanvision localizado neste endereço: https://cleanvisionnd.com/

Não deixe de dizer a melhor droga para as pessoas que têm problemas de visão!

Visão global

A catarata congênita é uma patologia bastante comum do órgão da visão que afeta a lente, cuja principal função é focalizar a imagem. Para obter uma imagem nítida, a lente precisa alterar a potência óptica.

Se o bebê é saudável, sua lente biconvexa é completamente transparente e carece de suprimento de sangue. Mas, por várias razões e sob a influência de certos fatores, a lente começa a nublar, em sua estrutura você pode notar pontos que interferem na qualidade da visualização dos objetos.

Tal defeito é bastante difundido, representando 60% do número total de doenças do órgão da visão. Portanto, a pediatria moderna presta especial atenção ao problema da catarata congênita e estuda cuidadosamente todas as causas possíveis de sua ocorrência.

razões

No desenvolvimento de uma patologia como a catarata congênita, cinco causas principais podem ser distinguidas, levando a conseqüências desagradáveis. Este é um efeito de intoxicação no corpo de uma mulher grávida. Não é segredo que beber álcool, fumar, tomar drogas ilegais tem um efeito prejudicial sobre o feto e aumenta os riscos de futuras patologias.

  1. As infecções virais transmitidas por uma mulher grávida também são uma possível causa de catarata em um bebê por nascer.
  2. Vírus influenza perigosos, rubéola, herpes podem penetrar na barreira placentária e infectar o feto, causando não apenas cataratas congênitas, mas também outras doenças graves.
  3. O rhesus é um conflito entre mãe e filho como resultado de catarata congênita adquirida. Este termo refere-se a uma complicação bastante perigosa da gravidez, na qual o corpo da mãe percebe o feto como uma ameaça.
  4. As doenças autoimunes na mãe (diabetes mellitus, doença cardiovascular) às vezes se tornam a causa raiz das cataratas congênitas em uma criança.
  5. No desenvolvimento de uma patologia como a catarata congênita, muitas vezes a hereditariedade desempenha um papel, levando a defeitos cromossômicos.

Classificação da Catarata Congênita

A doença dos órgãos da visão é classificada em tipos, dependendo de onde a área desfocada está localizada e qual área ela ocupa. Na medicina, os principais tipos de catarata são diferenciados: capsular, em camadas, polar (às vezes anterior e posterior), nuclear, completo, complicado. A seguir, examinaremos mais de perto cada tipo de catarata congênita.

Cleanvision  Sintomas e tratamento do edema da córnea

Tipo capsular de catarata

A catarata capsular pode ser dividida em três tipos: catarata polar anterior, posterior polar e piramidal. O tipo capsular da doença é caracterizado pela turvação de uma área limitada da cápsula da lente. A turbidez pode ter um grau variável, o que, em muitos aspectos, determina o processo adicional de deficiência visual. O resultado do aparecimento deste tipo de catarata em uma criança é uma doença sofrida pela mãe durante a gravidez.

Catarata estratificada

Este defeito no órgão da visão pode ser diagnosticado desde os primeiros dias de nascimento. É caracterizada pela turvação de uma ou várias camadas da lente, freqüentemente afeta os dois olhos. É considerada a manifestação mais comum. A maneira mais fácil de diagnosticar uma catarata em camadas (ou zonular) no momento em que a pupila está dilatada. Com essa lesão, o grau de diminuição da visão depende mais da intensidade da turvação.

Tipo polar de catarata congênita

Este tipo de catarata, em regra, pode ser detectado em um estágio inicial. Se no nascimento um ponto brilhante é observado na pupila, esse é o principal sintoma de um defeito no órgão de visão do tipo polar. Com essa doença, apenas a superfície da lente é afetada: na frente ou na traseira, a lente em si não é danificada. Eles têm vários recursos simples:

  • A forma da lesão é regular e redonda;
  • O tamanho é relativamente pequeno;
  • Não há sinais de crescimento.

A presença de catarata polar pode afetar a acuidade visual, mas também pode reduzi-la significativamente. Portanto, a decisão sobre a intervenção cirúrgica é individual e depende do grau de dano ao órgão da visão.

Tipo nuclear de catarata

Com esse tipo de doença com um nome terrível, destaca-se a localização da turbidez na parte central da lente, ou seja, seu núcleo. A doença é exclusivamente hereditária.

Os primeiros sinais de catarata são queixas de diminuição da visão durante o dia, principalmente em climas claros. Isso pode ser explicado pelo fato de que a iluminação intensa estreita a pupila e, consequentemente, as lentes do núcleo se tornam um obstáculo à passagem da luz.

Outro sintoma principal é a perda da visão ao tentar olhar para longe e a aparência do chamado "véu" na frente dos olhos. Quando os primeiros sintomas aparecem, é necessário um apelo urgente ao oftalmologista, pois o desenvolvimento da doença pode levar a uma densificação do núcleo da lente.

Catarata completa

De outra maneira, esse tipo é chamado de catarata total. A doença causa uma turvação completa da lente do olho e muitas vezes causa danos bilaterais aos órgãos da visão. A visão em crianças pode estar ausente, total ou parcialmente. Esse tipo de catarata se desenvolve no útero ou durante os primeiros meses da vida de uma criança e é muitas vezes combinado com outros defeitos no desenvolvimento dos órgãos da visão. Às vezes, uma catarata completa se resolve sozinha, deixando apenas um filme na pupila.

Tipo complicado de catarata congênita

Esse curso da doença é frequentemente acompanhado por outras doenças graves que, como resultado da liberação de produtos tóxicos, têm um efeito devastador na parte vulnerável da lente. Com cataratas complicadas, a cápsula posterior muda, na maioria das vezes na área afetada é um olho.

Os principais sintomas da catarata

Como já mencionado, qualquer turvação da lente do olho é o principal sintoma visível da doença. Muitas vezes, a lesão unilateral é acompanhada de estrabismo. Se a criança é pequena e não sabe falar, é necessário prestar atenção nos olhos e, se essa violação for detectada, consulte imediatamente um oftalmologista.

Cleanvision  Catarata pós-operatória

Como regra, um bebê de dois meses já é capaz de monitorar os movimentos de pessoas e objetos, mas se isso acontece com dificuldade ou com a ajuda de um olho saudável, há riscos de que a criança sofra de catarata congênita.

Os gregos antigos chamavam a catarata de "cachoeira", ou seja, uma pessoa doente tem a sensação de ver objetos como se através de um vidro embaçado. Se a criança se queixar de tais sintomas, existe o risco de danificar a lente até certo ponto.

Importante! Os principais sintomas em recém-nascidos:

  • o aparecimento de estrabismo;
  • pupila turva de vários graus;
  • o aluno tem um tom incomum: preto, cinza ou esbranquiçado;
  • espasmos reflexos do globo ocular;
  • a criança esfrega os olhos com as mãos, inclina a cabeça para a frente e a sacode;
  • movimento aleatório dos olhos nas laterais;
  • inflamação frequente das pálpebras.

Diagnóstico de catarata congênita

Os resultados do tratamento de crianças com formas congênitas de catarata são mais dependentes da detecção da doença em um estágio inicial e da pontualidade dos cuidados médicos recebidos. Em outras palavras, o procedimento para um exame minucioso dos recém-nascidos por um oftalmologista é capaz de identificar a ameaça e tomar as decisões necessárias. No momento, existem três tipos principais de diagnóstico, nos quais abordamos mais detalhadamente.

Exame físico

No estágio inicial do diagnóstico, é recomendado um exame físico. Em palavras simples, você precisa de um exame visual de um oftalmologista que examine os globos oculares das maçãs, pálpebras, pupilas e sua reação à luz, e muito mais. Esse exame serve como base para um diagnóstico preciso e de uma maneira que permita ver os sintomas de patologias dos órgãos da visão.

Diagnóstico laboratorial

Esse tipo de exame é prescrito para preparar o paciente para a cirurgia e determinar a causa das cataratas.

Certifique-se de se submeter a exames adicionais do corpo:

  • Exame de sangue clínico;
  • Urinálise;
  • Análise do conteúdo de hemoglobina glicada;
  • Nível de cálcio no sangue;
  • Coagulograma (coagulação sanguínea).
  • Testes para HIV, hepatite B e C, sífilis.
  • Radiografia do tórax e seios paranasais.
  • Consulta de um terapeuta, dentista, médico otorrinolaringologista.

Um exame de sangue neste caso é muito informativo, pois aumentos de açúcar no sangue ou cálcio são frequentemente causas de catarata.

Um exame tão extenso também é realizado para identificar contra-indicações para a operação na forma de doenças crônicas que podem complicar o processo de recuperação após a intervenção.

Vídeo útil

Catarata – diagnóstico e tratamento:

Diagnóstico instrumental

Os principais métodos instrumentais para o diagnóstico de catarata congênita incluem:

  • oftalmoscopia binocular;
  • biomicroscopia de fenda;
  • Ultrassom do globo ocular.

Todos eles com alta precisão nos permitem identificar sintomas em um estágio inicial de desenvolvimento, como uma alteração na transparência da lente e excluir doenças semelhantes no curso clínico.

Tratamento de catarata congênita

Se a catarata congênita for diagnosticada em crianças ou adultos, o tratamento é realizado de acordo com um plano individual, elaborado após um exame minucioso por um oftalmologista. A decisão sobre o tipo de tratamento será focada na localização e tamanho da opacidade da lente. Existem dois tipos principais no tratamento de tal patologia do desenvolvimento dos órgãos da visão: vamos nos aprofundar em cada um deles.

Tratamento conservador

Tais métodos de tratamento são utilizados apenas nos casos em que a opacificação da lente do olho é insignificante e seu tamanho não impede o desenvolvimento adequado das funções visuais. Na terapia complexa, são utilizados citoprotetores (medicamentos que protegem a membrana mucosa) e vitaminas. A doença deve ser constantemente monitorada por um médico especializado.

Cleanvision  O remédio mais útil para a doença, que vitaminas para os olhos ajudarão na hipermetropia

O tratamento cirúrgico

Infelizmente, não existem medicamentos que devolvam transparência às lentes e, na maioria das vezes, as cataratas congênitas são tratadas de maneira operativa. A remoção cirúrgica deve ser realizada o mais cedo possível, a fim de fornecer as condições para o desenvolvimento do sistema visual correto na criança.

A cirurgia de catarata (vitrectomia por lente) é considerada a menos traumática na infância. A condição após a remoção da lente é chamada afáquia e requer observação dinâmica a longo prazo e correção da visão.

O Aphakia é corrigido com óculos ou lentes de contato ou intra-oculares. A monitoração contínua por um oftalmologista é necessária para excluir possíveis complicações pós-operatórias, incluindo glaucoma.

Hoje, o tratamento microcirúrgico é a única oportunidade garantida para se livrar da catarata. Segundo as observações dos médicos, a visão normal após a cirurgia retorna a 90% dos pacientes.

Remédios populares

Como no tratamento de qualquer doença e na catarata congênita, existem várias maneiras de melhorar com a ajuda de remédios populares. Considere os principais métodos que foram usados ​​por nossos ancestrais por séculos:

  • Tratamento com mel – este produto satura as lentes do olho com substâncias úteis e necessárias, contribuindo para a cicatrização rápida. No entanto, antes de escolher este método, a consulta com um oftalmologista é obrigatória para excluir reações alérgicas. Aplique mel na forma de loções nos olhos e em gotas;
  • Tratamento com ervas – preparações à base de plantas ainda são usadas na prevenção de muitas doenças, incluindo catarata. As compressas são feitas principalmente nos olhos, mas a administração oral também é possível. Ervas frequentemente usadas como salsa, endro, erva de São João, urtiga, calêndula, sálvia, rabo de cavalo;
  • Tratamento com nutrição e ginástica para os olhos – é frequentemente usado como uma maneira possível de obter sucesso no tratamento de catarata, mantendo no menu produtos enriquecidos com vitaminas para a visão. A ginástica é recomendada para uso como forma de ajudar o aparelho óptico a se recuperar em pouco tempo.

Previsões de catarata

Os métodos de tratamento cirúrgico e conservador existentes na medicina moderna fornecem um prognóstico favorável na maioria dos casos de catarata congênita.

A remoção oportuna das lentes afetadas e a correção adicional da visão contribuem para uma boa adaptação social das crianças na idade adulta e a formação do sistema de visão correto. Vale ressaltar que a catarata é extremamente rara como uma doença independente, por isso é extremamente importante determinar as infecções e distúrbios associados a ela.

Vídeo útil

Prevenção de Catarata Congênita

Nenhum médico pode garantir a prevenção absoluta de catarata congênita. Mas se você seguir uma série de recomendações específicas, poderá garantir a minimização das chances de ocorrência da doença.

A melhor prevenção de catarata congênita será o controle da mulher sobre seu estado de saúde durante a gravidez, com a exceção obrigatória de contato com pacientes infecciosos, tabagismo e consumo de álcool.

Certifique-se de executar todos os métodos de diagnóstico que podem detectar patologias cromossômicas em uma criança. Lembre-se de que você é responsável pela saúde do seu feto!

Conclusão

A turvação da lente é uma doença grave que pode reduzir a qualidade da visão e levar à sua completa perda se medidas não forem tomadas em tempo hábil. Esteja atento à sua saúde e à saúde dos nascituros para evitar problemas no desenvolvimento de quaisquer órgãos. Mas se, no entanto, seu filho for diagnosticado com catarata congênita – não se desespere! Diagnóstico oportuno e tratamento de qualidade é o caminho para se livrar de uma doença perigosa!

Cleanvision Portugal